ARAXÁ RECEBE EM NOVEMBRO, NOVA EDIÇÃO DO FESTIVAL SABERES E SABORES

Fortalecer e valorizar a nossa mineiridade, é com esta proposta que será realizado de 9 a 12 de novembro, o Festival Saberes e Sabores 2023. O tradicional evento de Araxá, acontecerá de quinta a domingo, com entrada gratuita. O público terá acesso a pratos típicos, artes cênicas interativas, shows, lançamento de livros, degustações e área kids.
 
Será montada grande estrutura com acessibilidade, que contará com 14 stands. Cada um com pratos típicos diferentes, dando opções para o público saborear o melhor da nossa culinária. Encontros saborosos ao ar livre para toda a família, bem no centro, no pátio da Fundação Cultural Calmon Barreto E o que é melhor compartilhando conhecimento com aulas de grandes chef mineiros, que este ano vão homenagear as mulheres.
 
Armando de Angelis, idealizador e promotor do evento, com a experiência de quem faz festivais gastronômicos há mais de 15 anos, destaca a importância do evento para a cidade: "Araxá é considerada a capital da cultura e da gastronomia das Gerais com alta representatividade nos reconhecidos sabores mineiros. O festival vem para fortalecer as nossas raízes e valorizar, dar voz a toda essa riqueza e diversidade mineira".
 
O festival gastronômico foi um dos primeiros eventos de Araxá e abriu portas para que a cidade se tornasse uma referência no turismo de eventos. O nome Saberes e Sabores foi inspirado no livro do mesmo nome, escrito por Armando de Angelis, que narra períodos da história de Araxá e sua gastronomia. Já passaram pelo festival grandes chefs nacionais e internacionais como Claude Troisgros e Erick Jacquin.
 

Cemig: a energia da cultura

 

A Cemig é a maior incentivadora de cultura em Minas Gerais e uma das maiores do país. Ao longo dos seus 70 anos de fundação, a empresa investe e apoia as expressões artísticas existentes no estado, por meio das leis de dedução fiscal estadual e federal, de maneira a abraçar a cultura de Minas Gerais em toda a sua diversidade.

 

Além de fortalecer e potencializar as diferentes formas de produção artística e cultural no estado, a Cemig se apresenta, também, como uma das grandes responsáveis por atuar na preservação do patrimônio material e imaterial, da memória e da identidade do povo minero. Os projetos incentivados pela Cemig objetivam chegar nas diferentes regiões do estado, beneficiando um maior número de pessoas e promovendo a democratização do acesso às práticas culturais. Assim, incentivar e impulsionar o crescimento do setor cultural em Minas Gerais reflete e reforça o compromisso e o posicionamento da Cemig em transformar vidas com a nossa energia.

 

HISTÓRICO DO FESTIVAL

Armando de Angelis foi pioneiro ao criar em Araxá no início dos anos 2000, após a reinauguração do Grande Hotel, o Festival Internacional de Cultura e Gastronomia. O objetivo em parceria com a Prefeitura Municipal, era incentivar o turismo e movimentar a economia da cidade. O Festival recebeu artistas e chefs nacionais e internacionais e foi realizado durante 9 anos resgatando a cultura e a gastronomia de Araxá.

Em 2016, Armando lança seu livro Saberes e Sabores de Araxá que daria nome ao novo festival, com o propósito de promover, divulgar integrar a cultura e a rica culinária da cidade, com viés também turístico. Foram 4 edições, seguidas sendo interrompido na pandemia e realizado novamente em 2022. O festival foi reconhecido pela Secretaria Estadual de Turismo e Cultura como um dos mais importantes do estado, pelas suas características de Mineiridade

Armando é um dos fundadores da Frente da Gastronomia Mineira criada em 2014 para ser um fórum participativo de defesa, preservação e promoção da gastronomia do estado. A articulação é feita por meio de um trabalho em rede que conta com representantes de instituições públicas, privadas e do terceiro setor, formadores de opinião, empreendedores e pesquisador do tema.